Estudante é morto durante roubo de celular na região de Embu das Artes

  • Por Jovem Pan
  • 29/08/2018 06h02 - Atualizado em 29/08/2018 06h03
Reprodução/Google MapsA vítima foi o jovem Leonardo da Costa Matos, de 19 anos, morto no início da noite desta terça-feira (28) no município de Embu das Artes

Mais um estudante é assassinado durante roubo de celular na região metropolitana de São Paulo.
 Desta vez, a vítima foi o jovem Leonardo da Costa Matos, de 19 anos, morto no início da noite desta terça-feira (28) no município de Embu das Artes.

Leonardo seguia para a Escola Estadual Odete Maria de Freitas, no Jardim Santo Eduardo, onde estudava, quando, na altura do número 325 da Rua Ouro Preto, foi abordado por um criminoso, armado, que exigiu que ele entregasse o celular.

Não se sabe se o rapaz esboçou alguma reação, levando o criminoso a atirar.
 A bala atingiu a cabeça de Leonardo, que caiu no chão, enquanto o assaltante fugia, levando o aparelho dele.

Uma equipe do SAMU foi acionada, mas, quando os socorristas chegaram ao local, o estudante já estava morto.

O crime foi registrado na Delegacia Central de Embu das Artes.

É o terceiro crime do tipo registrado este mês na Capital e Grande São Paulo. 
No dia 09, a estudante Paula de Freitas, de 18 anos, foi assassinada durante um assalto em frente à Escola Estadual Paulo Emílio Salles Gomes, no Jardim Irene, em Santo André.

Ela estava acompanhada da amiga Stéfane, de 17 anos, quando criminosos surgiram e exigiram que elas entregassem os celulares.
 As jovens entregaram, mas Paula teria feito uma expressão que desagradou o bandido, e ela foi morta com um tiro no tórax.

Dois suspeitos do crime já foram presos e um terceiro segue foragido.

na noite do dia 11, o estudante Robert Henrique Araújo Braga, de 16 anos, foi morto após ter o celular roubado por dois assaltantes na Freguesia do Ó, na Zona Norte da Capital.

O rapaz estava seguindo a pé para casa, com o celular na mão, quando foi abordado por um criminoso que havia descido de um veículo, onde era aguardado por um comparsa.

Robert entregou o aparelho, mas depois tentou recuperá-lo e foi morto com um tiro no rosto.

Os dois criminosos também foram identificados e presos pela Polícia.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore