EUA acusam Coreia do Norte de lavar dinheiro para escapar de sanções

  • Por Jovem Pan
  • 29/05/2020 06h08
EFEOs promotores também disseram que parte dinheiro teria sido teria sido utilizado para enriquecimento pessoal de Kim Jong-un

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou a Coreia do Norte de lavar US$ 2,5 bilhões para escapar das sanções impostas ao programa nuclear de Kim Jong-un.

Segundo promotores americanos, funcionários do Banco de Comércio Exterior teriam usado cerca de 250 empresas de fachada em pelo menos quatro países. A estimativa é que 28 norte-coreanos e cinco chineses estejam envolvidos na fraude. Entre os acusados, estão duas pessoas que atuaram como presidentes da instituição e dois vice-presidentes.

Os promotores também disseram que parte dinheiro teria sido teria sido utilizado para enriquecimento pessoal do ditador. O restante teria sido direcionado aos programas nucleares da Coreia do Norte, que são objeto de sanções das Nações Unidas desde 2006.

No entanto, segundo um relatório do Conselho de Segurança da ONU publicado no ano passado, o país continua a produzir esses armamentos.

*Com informações da repórter Letícia Santini