Europa isola Trump sobre acordo nuclear com o Irã

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan em Londres
  • 14/10/2017 13h00 - Atualizado em 14/10/2017 14h36
EFE/SZILARD KOSZTICSAK EFE/SZILARD KOSZTICSAK Com sua retórica de jardim de infância, presidente norte-americano disse que não vai endossar o acordo nuclear com o Irã

O presidente dos Estados Unidos conseguiu ficar absolutamente isolado. A União Europeia, incluindo aliados históricos dos americanos, como o Reino Unido, decidiu atacar a posição de Donald Trump de questionar o acordo nuclear com o Irã.

França, Aleamanha e Grã Bretanha afirmaram que o pacto está indo bem e é do interesse nacional mútuo da região. Portanto, não dependeria de apenas um país encerrar um acordo que está funcionando.

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, chegou a dizer que os Estados Unidos estão mais isolados que nunca. Ainda fez gozação com o chefe da Casa Branca, John Kelly, ao dizer que aparentemente Donald Trump não sabia que o acordo não era apenas bilateral, entre Estados Unidos e Irã.

Percebam que esse é o grande problema em relação a Donald Trump, em se tratando de política externa: as tentativas grosseiras de abandonar qualquer iniciativa do chamado multilateralismo, em que várias potências tomam e aplicam decisões juntas.

Querer retomar o unilateralismo é mais ou menos como tentar usar um telefone fixo daqueles com disco para mandar uma mensagem de whatsapp. Não cabe mais, o mundo andou.

Os Estados Unidos podem muito bem voltar a ser grandes outra vez, mas não será como antes e muito menos dando as cartas do planeta absolutamente sozinhos.

Para o mundo se posicionar a favor do Irã e contra uma medida da Casa Branca é porque algo está fundamentalmente errado em Washington. Isso não é difícil de entender nem para a mais fervorosa das cheerleaders.

Horário de verão

Na capital do Reino Unido, o final de semana começou nublado mas a previsão indica que o domingo deve ser melhor com sol. A temperatura segue bem agradável, perto dos 20 graus. Com o horário de verão começando ai no Brasil hoje a diferença entre Brasília e Londres vai cair para três horas. E para grande parte das capitais da Europa como Paris, Berlim e Madri, serão quatro horas.

Um excelente final de semana para todos os ouvintes do Jornal da Manhã.