Ex-advogado de Trump é condenado a três anos de prisão

  • Por Jovem Pan
  • 13/12/2018 07h07 - Atualizado em 13/12/2018 10h23
EFEO ex-advogado de Trump deve cumprir pena por crimes cometidos enquanto trabalhava para o presidente

A Justiça dos Estados Unidos condenou o ex-advogado de Donald Trump por crimes cometidos enquanto trabalhava para o presidente.

Michael Cohen deve cumprir três anos de prisão por violação às leis de financiamento de campanha eleitoral, por mentir ao Congresso sobre negócios na Rússia e por comprar o silêncio de duas mulheres que afirmavam ter tido casos com Trump.

Ele assumiu a culpa no escândalo envolvendo a atriz pornô Stormy Daniels e a ex-modelo da Playboy Karen Mcdougal. Cohen afirmou que pagou as duas para manterem silêncio sobre supostos relacionamentos com Trump.

O ex-advogado do presidente norte-americano também se declarou culpado de mentir ao Congresso sobre a construção de um edifício das organizações de Donald Trump na capital da Rússia.

Em julho, a imprensa dos Estados Unidos noticiou que o FBI apreendeu gravações de conversas de Trump e Cohen durante uma busca aos escritórios do advogado. Em um áudio revelado pela CNN, os dois discutem o pagamento que fariam para comprar os direitos sobre a história da ex-modelo.

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto