Ex-chefe da campanha presidencial de Trump é condenado a quase quatro anos de prisão

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2019 07h05 - Atualizado em 08/03/2019 10h08
EFEHavia a expectativa de que Manafort pudesse ser condenado a até 24 anos, mas o juiz considerou a pena “excessiva”

O ex-chefe da campanha eleitoral do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi sentenciado nesta quinta-feira (07) a quase quatro anos de prisão. Paul Manafort foi condenado pelos crimes de fraude fiscal e bancária e deve pagar uma restituição de 24 milhões de dólares aos cofres públicos.

A sentença foi dada pelo juiz Thomas Ellis quase sete meses depois de um tribunal do estado da Virgínia declarar o lobista culpado em oito das 18 acusações que pesavam sobre ele.

Havia a expectativa de que Manafort pudesse ser condenado a até 24 anos, mas o juiz considerou a pena “excessiva”, porque criaria uma “disparidade injustificada” com casos semelhantes.

Na audiência, o ex-chefe de campanha de Trump declarou que está com a vida “profissional e financeira em frangalhos”. Ele disse que foi “humilhado e constrangido”, mas agradeceu ao juiz “por ter conduzido um julgamento justo”.

Esta condenação não está relacionada com as denúncias de que Manafort teria liderado um conluio entre Donald Trump e a Rússia nas eleições de 2016.

O ex-chefe da campanha de Trump pode ser condenado em outro processo, na próxima semana, em que ele é acusado de conspiração e interferência nos depoimentos de testemunhas.

*Informações do repórter Afonso Marangoni