Ex-ministro diz ter dúvida sobre fusão de pastas para criação de superministério da Economia

  • Por Jovem Pan
  • 05/11/2018 08h10 - Atualizado em 05/11/2018 09h25
Miguel Ângelo/CNI Miguel Ângelo / CNI Para o ex-ministro da Indústria Luiz Fernando Furlan, a questão precisa ser bem estudada

A necessidade do corte de gastos por parte do governo parece ser unanimidade para os brasileiros, a diminuição do número de ministérios também está nesse rol. Entretanto, as fusões têm gerado desconforto, especialmente no setor produtivo.

A união de pastas como a da Fazenda, Planejamento e Indústria pode gerar conflito de interesses. Para o ex-ministro da Indústria Luiz Fernando Furlan, a questão precisa ser bem estudada.

“Eu tenho dúvida de como poderá funcionar Indústria, Comércio e Serviços subordinada a uma autoridade fazendária ou econômica. A minha experiência foi que em alguns momentos, Desenvolvimento, Indústria e Comércio confronta com Fazenda. No momento que você coloca em submissão essas pastas talvez elas percam o ímpeto de fazer seu trabalho”, disse.

Furlan acredita que o novo Governo terá a coragem de implementar as reformas necessárias e que, se houver êxito, as mudanças positivas serão históricas para o País.

*Informações do repórter Daniel Lian