Ex-policial do Texas é declarada culpada de matar vizinho negro

  • Por Jovem Pan
  • 02/10/2019 08h14
ReproduçãoAmber Guyger disse que matou Botham Jean por engano, mas em legítima defesa

A ex-policial Amber Guyger, do Texas, nos Estados Unidos, foi declarada culpada por homicídio depois atirar em um vizinho em setembro do ano passado.
O caso repercutiu levantando uma discussão sobre violência policial e discriminação racial, uma vez que a vítima, Botham Jean, de 26 anos, era negro, enquanto Amber, branca.

O crime ocorreu no apartamento de Jean. A ex-policial alegou que entrou no apartamento do vizinho por engano, achando que fosse o próprio apartamento, localizado um andar abaixo. Quando se deparou com Jean, Amber teria achado que se tratava de um intruso e atirou.

Antes do veredito, o advogado de Defesa afirmou que a ex-policial sabe que cometeu um erro trágico e descreveu o ocorrido como um erro humano em uma ação de legítima defesa. O advogado da família da vítima, Lee Merritt, comemorou o resultado do julgamento e garantiu que não se tratava apenas de uma vitória de Jean, mas de uma vitória de toda a comunidade negra americana.

Amber Guyger, de 31 anos, trabalhou como policial em Dallas por quatro anos até ser demitida por conta do assassinato. Agora, ela pode ser condenada à prisão perpétua.

*Com informações do repórter Renan Porto