Ex-presidente do BC, Armínio Fraga diz que texto da reforma está aquém das necessidades do país

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2019 06h17
Reprodução/YoutubeArmínio Fraga entende que o valor é impactante, mas é preciso mais para fazer frente as dificuldades fiscais enfrentadas pelo Governo

Uma proposta impactante, mas com economia prevista aquém das necessidades fiscais do país. A avaliação foi feita pelo ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga sobre a proposta de reforma da Previdência apresentada nesta quarta-feira (20).

Ao longo de 10 anos, a economia prevista é de R$ 1,1 trilhão. Armínio Fraga entende que o valor é impactante, mas é preciso mais para fazer frente as dificuldades fiscais enfrentadas pelo Governo.

Armínio Fraga é autor de proposta que fala em economia de, pelo menos, R$ 1,3 trilhão em 10 anos. O economista sabe que uma coisa é propor reforma e a outra é conseguir viabilizá-la, tanto que ele entende que se o Congresso fizer muitas modificações e a economia for menor que R$ 1,1 trilhão será preocupante.

Outro economista especializado em Previdência disse que o grande desafio é no campo político, e o Governo Bolsonaro terá de apresentar força para aprová-la no Congresso.

*Informações do repórter Rodrigo Viga