Ex-presidente do TCE-RJ admite a Bretas esquema de lavagem de dinheiro com Picciani

  • Por Jovem Pan
  • 04/09/2018 07h03
Cris Torres/Governo do Rio de Janeiro/DivulgaçãoA lavagem de dinheiro ocorria através de uma empresa de gado que pertence à família do ex-presidente da Alerj

O ex-presidente do TCE do Rio de Janeiro admitiu que participou de esquema de lavagem de dinheiro com o presidente afastado da Alerj, Jorge Picciani.

Em um novo depoimento a Marcelo Bretas, o ex-presidente do TCE Jonas Lopes de Carvalho admitiu que havia entre ele e Picciani um esquema de lavagem de dinheiro, através de uma empresa de gado que pertence à família do ex-presidente da Alerj.

Segundo Jonas Lopes de Carvalho, pelo menos 160 cabeças de gado foram negociadas entre 2012 e 2013. O negócio foi avaliado em cerca de R$ 3,5 milhões, mas R$ 1 milhão seria caixa dois para Picciani.

A defesa do parlamentar, afastado de suas funções na Alerj por estar em prisão domiciliar, nega qualquer tipo de envolvimento no esquema.

Lopes afirmou também que o filho de Picciani, Felipe, participava do esquema de lavagem de dinheiro.

*Informações do repórter Rodrigo Viga