Ex-secretário diz a Bretas que propinas envolvendo obras no RJ foram negociadas no gabinete de Paes

  • Por Jovem Pan
  • 05/10/2018 06h17
Reprodução/TV Globo/ArquivoO ex-secretário disse que propinas envolvendo obras na cidade do Rio de Janeiro foram negociadas no gabinete do então prefeito

A poucos dias das eleições, o ex-secretário municipal de Obras no governo de Eduardo Paes, Alexandre Pinto, disse, em depoimento ao juiz Marcelo Bretas, que propinas envolvendo obras na cidade do Rio de Janeiro foram negociadas no gabinete do então prefeito.

As obras envolviam os corredores expressos de ônibus, conhecidos como BRTs. Em um dos casos citados por Alexandre, foi citada a quantia de R$ 600 milhões em obra da Odebrecht.

O ex-prefeito do RJ, que é candidato ao governo do Estado nesta eleição, negou, em nota, que tenha participado de qualquer negociação do tipo durante sua administração municipal e que as declarações de Alexandre Pinto são mentirosas e sem provas.

Paes chegou a lembrar que dirigentes das principais construtoras do País já negaram qualquer tipo de pagamento de propina ao ex-prefeito.

*Informações do repórter Rodrigo Viga