Excesso de turistas em Auschwitz preocupa autoridades

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2020 08h50 - Atualizado em 27/01/2020 08h52
PixabayO perfil oficial de Auschwitz no Twitter chegou a publicar uma mensagem nos últimos meses, pedindo que os frequentadores tenham respeito às vítimas

Os antigos campos de concentração usados pelo regime nazista durante o Holocausto estão sendo cada vez mais procurados por turistas. Em 2019, por exemplo, 2,3 milhões de pessoas passaram pelo complexo de Auschwitz, onde mais de 1 milhão de prisioneiros foram executados.

Foi o ano com maior número de visitantes no local.

Muitos desses turistas aproveitam para tirar fotos, o que tem incomodado os administradores do memorial.

O perfil oficial de Auschwitz no Twitter chegou a publicar uma mensagem nos últimos meses, pedindo que os frequentadores tenham respeito às vítimas ao postar selfies tiradas lá.

A postagem trazia fotos de pessoas brincando de se equilibrar nos trilhos por onde passavam os trens carregando prisioneiros e dizia que existem lugares melhores para fazer isso do que no local que simboliza a deportação de centenas de milhares de pessoas para a morte.

A libertação dos sobreviventes do campo de concentração completa 75 anos nesta segunda-feira, 27 de janeiro, que é o Dia Internacional da Lembrança do Holocausto.

*Com informações do repórter Vitor Brown