Exclusivo, condomínio de luxo oferece ‘praia com ondas’ no interior de São Paulo

Espaço ainda conta com quadra de beach tennis, academia e restaurante japonês

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2021 11h32
Reprodução/Fazenda da GramaEmpresário da KSM Realty, Oscar Segal, diz que um dos desafios foi fazer os investidores acreditarem no sonho

Em Itupeva, há 80 quilômetros de São Paulo, o condomínio Fazenda da Grama é um lugar tradicional, onde as pessoas recebem amigos e familiares aos finais de semana para se confraternizar. Uma novidade tornou o espaço único: a construção de uma praia em uma piscina com ondas em pleno interior de São Paulo. O surfista profissional Alex Ribeiro diz que as ondas da próxima etapa do circuito internacional quebram na direita. Então, a Praia da Grama é ideal para simular o que ele vai encontrar no México na semana que vem. “Essa, para mim, acho que é a mais dinâmica, mais irada para surfar com a galera. Agora, que estou indo para o México, estou aproveitando para treinar o que vou levar para competir e botar para treinar, surfar como a onda do México proporciona.”

Não só os profissionais, mas também os amadores, pessoas que nunca surfaram, todos juntos, lado a lado. É o caso do sócio da KSM Realty Raul Amorim que começou a surfar há 15 dias. “O que eu gosto na praia é que ela é democrática. Tenho 40 anos, nunca surfei na vida, fui pegar onda aqui pela primeira vez há 20 dias. Hoje peguei umas 30 ondas, super feliz. Estou me sentindo mais saudável. E fico com meus filhos, minha filha de 9 anos pegou uma onda inteira. A felicidade das crianças. Impressionante.” É um condomínio que também conta com quadra de beach tennis, academia e restaurante japonês.

O empresário da KSM Realty, Oscar Segal, diz que um dos desafios foi fazer os investidores acreditarem no sonho. “Naquele momento que a gente começou nosso sonho, era difícil ter uma referência para tangibilizar investidor, pesquisa que fiz para saber se tinha aderência esse tipo de projeto. Depois que passou a primeira fase, mostramos como ia ficar, qual era o programa de produto, as pessoas começaram a acreditar e o capital também acreditou e a gente conseguiu fazer o sonho virar realidade.” Oscar diz ainda que, com o passar do tempo, a ideia é instalar praias artificiais em outras regiões do Brasil, tornando a diversão mais acessível aos amantes do esporte.

*Com informações do repórter Victor Moraes