FAB recupera caixa-preta de aeronave que caiu no Campo de Marte, em SP

  • Por Jovem Pan
  • 03/08/2018 07h06
Newton Menezes/Estadão ConteúdoO avião pertencia a Videplast e transportava dois irmãos, sócios da empresa, o filho de um deles e dois funcionários, além do piloto e do copiloto

A Força Aérea Brasileira conseguiu recuperar a caixa-preta do avião que caiu no último domingo (29) no Campo de Marte, em São Paulo. O equipamento está em boas condições e pode ser fundamental para esclarecer o motivo da queda da aeronave.

O avião pertencia a Videplast e transportava dois irmãos, sócios da empresa, o filho de um deles e dois funcionários, além do piloto e do copiloto. Imagens divulgadas pelo Corpo de Bombeiros mostram o momento exato do resgate.

O capitão Leandro da Hora, do primeiro grupamento, liderou o resgate. Ele contou que a atuação dos Bombeiros da Infraero, que já faziam o primeiro atendimento antes das equipes chegarem, foi fundamental para combater as chamas e salvar vidas.

O capitão também esclarece que cinco passageiros saíram da aeronave por conta própria e que o resgate se concentrou em duas vítimas: “entramos, cortamos o banco, um deles rompemos o ponto de fixação dele no piso da aeronave até a hora que conseguimos liberar a vítima da aeronave, em torno de 30 minutos e imediatamente fomos trabalhar com a segunda vítima”.

Os agentes que tentavam retirar os corpos do piloto Antonio Traversi, que estava inconsciente, e do copiloto Bene de Santos Souza, que estava consciente, ambos presos na cabine de comando.

Nas imagens é possível ver Benê Souza sendo retirado e colocado em uma maca. Antonio Traversi não resistiu aos ferimentos e a ausência de sinais vitais foi percebida antes mesmo do corpo ser retirado da aeronave.

De acordo com um dos passageiros, a atuação do piloto foi fundamental para que os outros seis ocupantes sobrevivessem à queda.

Geraldo Denardi, dono do avião, gravou uma mensagem de áudio do hospital onde está internado dizendo que Antônio preparou toda a equipe de solo e os próprios passageiros para o impacto: “eu estou muito sentido pelo falecimento do meu amigo que pilotava a aeronave. Ele fez tudo para evitar um acidente de maiores proporções”.

Nesta quarta-feira, o sobrinho de Geraldo, Enzo Denardi, de 17 anos, teve alta do hospital Santa Isabel. O pai dele, Nereu Denardi, ainda está internado no Hospital Albert Einstein.

Na tarde de terça, Agnaldo Nunes da Silva, que também estava na aeronave, deixou o Hospital São Camilo. E o passageiro Agnaldo Crippa está internado no Hospital San Paolo sem previsão de alta.

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto