Facebook não conseguiu prever interferência em eleições americanas, diz chefe operacional

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2019 08h23 - Atualizado em 21/06/2019 08h25
EFE/PETER FOLEY EFE/PETER FOLEY A chefe operacional do Facebook assumiu que a rede social não conseguiu barrar as interferência na disputa do governo americano

A chefe operacional do Facebook, Sheryl Sandberg, assumiu que a empresa não conseguiu prever as interferências estrangeiras nas eleições americanas de 2016.

Sandberg falou no Festival de Criatividade de Cannes que a rede social estava preparada para driblar as ações de hackers durante as eleições, mas não para combater as desinformações vindas da Rússia.

Segundo ela, depois do ocorrido, o Facebook criou maneiras para frear a desinformação e intensificou a cooperação com governos para prevenir as interferências em eleições.

Diante das críticas que a empresa vem sofrendo, Sheryl disse que eles têm um longo trabalho para recuperar a confiança das pessoas.

A chefe operacional do Facebook reiterou que não tem capacidade de saber tudo o que acontece na rede social, mas disse ser responsabilidade deles proteger os usuários.

Sobre as perspectivas de aquisições de novas empresas, Sheryl afirmou não ter nenhuma grande compra prevista para um futuro próximo.

*Com informações da repórter Camila Yunes