Falta de chuva mantém contas de luz mais caras em setembro

  • Por Jovem Pan
  • 31/08/2019 08h18
PixabaySegundo a empresa, o valor continuará com taxa extra de R$ 4 para casa 100 quilowatts-horas consumidos

A ANEEL anunciou nesta sexta-feira (30) que manterá no mês de setembro a bandeira vermelha no primeiro patamar da conta de energia. Isso significa que as tarifas permanecerão mais altas.

Segundo a empresa, o valor continuará com taxa extra de R$ 4 para casa 100 quilowatts-horas consumidos. A bandeira vermelha já está em vigor desde agosto.

Apesar de setembro ser o último mês de inverno, ainda é uma época predominantemente seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional. A previsão hidrológica para o mês sinaliza permanência do quadro de estiagem, o que influencia diretamente o preço da energia.

O sistema de bandeiras tarifárias indica o custo real da energia gerada, possibilitando um consumo mais consciente por parte da população.

As bandeiras tarifárias entraram em vigor em 2015 e sinalizam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração. Elas são dividias em verde, amarela e vermelha nos patamares um e dois, com variações nos valores das taxas.

A bandeira que vigorará em outubro será anunciada no dia 27 de setembro .

*Com informações da repórter Camila Yunes