Falta de preparo dos novos médicos preocupa APM

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2019 08h12
Marcos Santos - USP Imagens90% dos médicos exigem uma prova obrigatória para testar o conhecimentos dos novatos

O Brasil forma, por ano, mais de 35 mil médicos em 337 faculdades de Medicina espalhadas pelo país. O número não para de crescer e preocupa os principais médicos brasileiros – quem não veem nos recém-formados capacidade para atuar no mercado.

Recentemente a Associação Paulista de Medicina (APM) realizou uma pesquisa que aponta que 90% dos médicos exigem uma prova obrigatória para testar o conhecimentos dos novatos.

O presidente da APM, José Luis Gomes, defende que a avaliação não seja realizada apenas pelos médicos brasileiros, mas também pelos estrangeiros. “Nós defendemos que haja uma avaliação de todos os egressos – que seja obrigatória e que tenha caráter condicionante para o exercício da prática da profissão no país.”

A Associação Paulista de Medicina também critica as emendas apresentadas no programa Mais Médicos, aprovadas pelo Congresso. Para Gomes, existe uma indústria do diploma que precisa acabar.

Mudanças exigidas pela APM foram encaminhadas aos parlamentares não só de São Paulo, mas também aos outros estados, ao Ministério da Saúde e ao presidente Jair Bolsonaro.

*Com informações do repórter Victor Moraes