Falta de recursos se mostra latente na área de pesquisa no País

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2018 08h30
PixabayLideu de Castro Moreira, presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) afirmou que o setor passa por uma situação dramática

A ciência brasileira passa por um momento de apuro com o arrocho nos investimentos. Enquanto cientistas pedem a revogação do teto de gastos, a falta de recursos se mostra latente numa área que é crucial para o desenvolvimento de qualquer país, a da pesquisa.

O assunto esteve em foco num debate na Câmara dos Deputados. Lideu de Castro Moreira, presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) afirmou que o setor passa por uma situação dramática.

O representante do CNPq indica a importância de uma integração entre o setor produtivo, Universidade e Institutos de Pesquisas. Marcelo Marcos destacou que desta forma o Brasil caminha para um cenário de desindustrialização sem investimentos.

Um dos setores que mais contribuem para o sustendo do país, o do Agronegócio requer investimentos substanciais. O chefe-geral da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), Guy de Capdeville, indicou a importância da transferência de tecnologia e cobra uma participação maior da iniciativa privada.

A realidade é que a pesquisa científica no país agoniza com a ausência de recursos e sucessivos cortes orçamentários que resultam na diminuição do poder de inovação e competitividade do Brasil.

*Informações do repórter Daniel Lian