Falta de verbas no orçamento da Saúde no Rio faz hospitais suspenderem cirurgias eletivas

  • Por Jovem Pan
  • 23/10/2017 09h12
Marcos Santos/USP ImagensEm oito hospitais visitados pela reportagem, não há mais cirurgias eletivas, apenas atendimentos emergenciais

Faltam verbas para unidades hospitalares do município do Rio de Janeiro. A crise, que assola o Estado também passa a afetar a cidade.

As informações são de contingenciamento de recursos para a rede municipal de saúde na ordem de R$ 500 milhões. O orçamento é de R$ 5 bilhões, ou seja, há um represamento de verbas na ordem de 10%.

Em oito hospitais visitados pela reportagem, não há mais cirurgias eletivas, apenas atendimentos emergenciais. Enquanto isso, a fila de pacientes aguardando por cirurgias dobrou do que foi deixado pelo ex-prefeito Sérgio Cabral (150 mil pessoas) no governo de Marcelo Crivella.

Falando de saúde, o ex-secretário da pasta, Sérgio Côrtes e o empresário Eike Batista estão próximos de fecharem acordo de delação premiada com a Justiça.

Confira as informações do repórter Rodrigo Viga: