Filas e empolgação de estudantes marcam primeiro dia de mostra sobre o Egito em SP

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2020 07h22 - Atualizado em 20/02/2020 09h58
ReproduçãoA mostra sobre a Historia do Egito no CCBB, com itens de 4 mil anos a.C. fica aberta todos os dias, menos às terças, das 9 da manhã às 21 horas

A múmia mulher de 1,50 de altura e de 700 anos a.C. é um dos 140 itens na exposição sobre a historia do Egito, inaugurada nessa quarta feira no Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo.

A mostra chegou do Rio de Janeiro, onde bateu recorde de publico: mais de 1,5 milhão de visitantes em 3 meses. Em São Paulo a expectativa é um pouco menor: 500 mil visitantes ate maio.

A gerente de comunicação do CCBB, Patricia Chaim, explica que o acervo veio de Turim, na Itália, e precisou de todo o cuidado para se manter preservado. “Existem alguns processos importantes e curiosos de cuidados com a temperatura e umidade para que fiquem conservadas e possam voltar para a Itália em ereito estado.”

Outro destaque da mostra é a estátua da deusa Sekmet, com cabeça de leoa — que mede 2 metros de altura e foi esculpida por volta de 1400 a.C.. Ao lado, um volume em papiro do Livro dos Mortos, com 3.500 anos de idade.

Há também uma reprodução em tamanho real da tumba da rainha Nefertari e uma réplica de 6 metros de altura da Pirâmide de Gizé.

Lucas, de 14 anos, se considera um aluno mediano e foi ver na prática o que esta aprendendo na aula de História. “Assim, para média está bom. Mas ser um bom aluno é complicado pra mim. A gente sempre tenta dar o melhor, né? Cara, eu gosto porque você faz uma atividade fora do ambiente, fora da sala de aula. Você vem no museu e vê coisas diferentes.”

A mostra sobre a Historia do Egito no CCBB, com itens de 4 mil anos a.C. fica aberta todos os dias, menos às terças, das 9 da manhã às 21 horas até o dia 11 de maio. A entrada é gratuita.

*Com informações do repórter Victor Moraes