Fiocruz vai liderar estudos sobre eficácia de tratamentos da Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 28/03/2020 07h13
EFE/EPA/STEPHANIE LECOCQQuatro tratamentos serão testados em estudo da Fiocruz

A Fiocruz anunciou que vai coordenar no Brasil um estudo liderado pela Organização Mundial da Saúde sobre o novo coronavírus. A fundação disse ainda que está construindo um hospital com duzentos leitos para atender exclusivamente às pessoas que têm a doença.

No ensaio clínico, serão testados quatro tipos de tratamentos para a Covid-19. Para a realização dos testes, serão fornecidos pela OMS os seguintes medicamentos: Cloroquina e Hidroxicloroquina, Remdesivir, Lopinavir + Ritonavir, Lopinavir + Ritonavir + Interferon.

Os dezoito hospitais que vão integrar os testes estão distribuídos em onze estados brasileiros e no Distrito Federal e terão capacidade para mil e duzentos pacientes. Para participar do estudo, eles terão assinar um termo de consentimento.

Segundo a diretora do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Valdiléa Veloso, esse estudo é adaptativo, diferentemente dos demais. Se ficar demonstrado que eles são eficazes no combate ao vírus, o laboratório do Ministério da Saúde, chamado Farmanguinhos, vai aumentar a produção desses remédios.

O presidente Jair Bolsonaro tem defendido o uso dos medicamentos contra a Covid-19. Ao ser questionada sobre a eficácia da hidroxicloroquina para tratar o coronavírus, a diretora do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Valdiléa Veloso, alertou para os efeitos colaterais.

O estudo coordenado pela Fiocruz ainda não tem data de início porque o objetivo é que comece simultaneamente em todos os países. Ao todo, o ensaio vai custar ao Brasil cerca de quatro milhões de reais.

*Com informações da repórter Nicole Fusco