Fiscalização de bagagem de mão começa no dia 13 de maio no Aeroporto de Congonhas

As bagagens serão fiscalizadas antes da área de embarque

  • Por Jovem Pan
  • 06/05/2019 07h29 - Atualizado em 06/05/2019 10h48
Jovem PanNas quatro companhias participantes – Latam, Gol, Azul e Avianca Brasil – o valor da bagagem despachada varia de R$ 59 a R$ 220

A fiscalização da bagagem de mão começa daqui uma semana em um dos aeroportos mais movimentados do país, o de Congonhas, na zona sul de São Paulo. Na próxima segunda-feira (13), agentes da Associação Brasileiras das Empresas Aéreas vão medir o tamanho das malas usando caixas, que medem 55 cm de altura, 35 de largura e 25 de profundidade.

As bagagens serão fiscalizadas antes da área de embarque. Se a mala não entrar inteira na caixa, inclusive as rodinhas, o passageiro terá que voltar ao check-in da companhia para despachar e pagar pelo serviço.

O diretor de atendimento e orientação ao Consumidor do Procon, Rodrigo Tritapepe, disse que o consumidor que se sentir lesado, de alguma forma, pode fazer uma reclamação no órgão de defesa.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas, a fiscalização das malas será feita para agilizar o fluxo dos clientes nas áreas de embarque e evitar atrasos.

Ainda, de acordo com as companhias, os bagageiros estavam ficando lotados e as malas tinham que ser transferidas para o porão do avião.

Até então, a Abear estava apenas orientando os passageiros sobre a adoção dessa nova medida, que será implementada em 15 aeroportos.

Além de Congonhas, a fiscalização também começa a valer, no próximo dia 13, nos aeroportos Tom Jobim e Santos Dumont, no Rio de Janeiro, Salgado Filho, em Porto Alegre e Genoveva, em Goiânia.

Nas quatro companhias participantes – Latam, Gol, Azul e Avianca Brasil – o valor da bagagem despachada varia de R$ 59 a R$ 220.

*Informações da repórter Marcela Rahal