Fiscalização de patinetes tem 557 apreensões em seu primeiro dia

  • Por Jovem Pan
  • 30/05/2019 08h25
Jovem PanCom a nova lei, implementada pelo prefeito Bruno Covas, a partir de agora, as empresas de locação de patinetes são obrigadas a seguir uma série de regras.

No primeiro dia em que começou a fiscalização das empresas de patinetes, já foram recolhidas 557 unidades.

A operação desta quarta-feira, foi concentrada na Avenida Brigadeiro Faria Lima e contou com a participação de 38 funcionários das Subprefeituras e da Guarda Civil Metropolitana.

Com a nova lei, implementada pelo prefeito Bruno Covas, a partir de agora, as empresas de locação de patinetes são obrigadas a seguir uma série de regras.

O descumprimento pode culminar em multa que varia de cem reais a vinte mil reais.

Sobre o recolhimento, a Grow, holding dos patinetes Yellow e Grin, afirmou, em nota, que a Prefeitura de São Paulo foi truculenta e danificou cerca de quatrocentos equipamentos.

Em alguns casos, de acordo com o prefeito de São Paulo, as empresas poderão repassar o valor das multas para os usuários que inferirem as diretrizes.

Para manter as atuações regulamentadas, as empresas deverão fazer um credenciamento através da Secretaria Municipal de Transportes.

Em nota, a Prefeitura de São Paulo informou que as empresas não realizaram o credenciamento, como previa a legislação, e, portanto, operam irregularmente.

A prefeitura reiterou que a publicação das regras para atuação das empresas tem como objetivo promover a segurança de todos. A fiscalização continuará nos próximos dias.

Com informações da repórter Camila Yunes.