Flordelis pede compreensão da população: ‘Não rotulem meus filhos’

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2019 07h33
WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDOA deputada federal depôs na última segunda-feira por mais de 10h na condição de testemunha do crime que matou seu marido

A deputada federal Flordelis, viúva do pastor Anderson do Carmo, assassinado com vários tiros na casa do casal em Niterói, rejeitou a possibilidade de envolvimento de dois filhos no crime. Flávio e Lucas Santos estão presos acusados de participação na morte do pastor.

Anderson dos Santos foi morto quando chegava em casa e teve o corpo perfurado com cerca de 30 tiros. O nome da deputada foi citado em alguns interrogatórios como suspeita, motivada por uma suposta relação extraconjugal que o pastor mantinha com outra mulher.

Ela prestou depoimento na última segunda-feira (24) na condição de testemunha e negou as especulações. “Estou sofrendo muito. Nós estamos sofrendo bastante. E eu queria pedir a compreensão da população. Estou pedindo ajuda, que não rotulem meus filhos”.

A Polícia já encontrou a suposta arma do crime na casa da família em Niterói, no quarto de Flávio. Flordelis alega que nunca soube de sua existência e jamais permitiu armamento na residência. Ela sustenta a ideia de que o local era frequentado por muitas pessoas e nada impede que uma delas tenha propositalmente deixado a arma lá.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga