Força-tarefa da Operação Greenfield adia depoimento do futuro ministro Paulo Guedes

  • Por Jovem Pan
  • 05/12/2018 06h45 - Atualizado em 05/12/2018 08h33
Fernando Frazão/Agência BrasilO adiamento foi pedido pela defesa de Paulo Guedes, com a justificativa de futuro ministro da economia estar se recuperando de uma infecção

A Procuradoria da República no Distrito Federal adiou o depoimento que o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, prestaria nesta quarta-feira (05).

O adiamento foi pedido pela defesa de Paulo Guedes, com a justificativa de futuro ministro da economia estar se recuperando de uma infecção. Nesta segunda-feira (03), por recomendação médica, Paulo Guedes cancelou a viagem que faria à Espanha.

O economista é investigado na Operação Greenfield, suspeito de fraudes em fundos de pensão.

Segundo o Ministério Público, fundos de pensão de estatais perderam R$ 200 milhões após aplicarem em dois fundos de investimento controlados por uma empresa de Paulo Guedes.

A suspeita é de que os investimentos tenham sido aprovados sem análise e tenham gerado lucros excessivos ao futuro ministro da economia.

*Informações da repórter Victoria Abel