Forças federais poderão ajudar Transpetro no monitoramento de dutos para evitar furto de combustíveis

Desde o início do Governo de Jair Bolsonaro há conversas neste sentido

  • Por Jovem Pan
  • 29/04/2019 05h50
Divulgação/TranspetroAs conversas entre Transpetro, Petrobras e Governo apontam para duas possibilidades

Forças federais de segurança podem ajudar a Transpetro no monitoramento de dutos em instalações da subsidiária da Petrobras.

Desde o início do Governo de Jair Bolsonaro há conversas neste sentido. No entanto, elas foram aceleradas após um acidente que ocorreu na última sexta-feira (26) em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Criminosos que pertencem a uma quadrilha especializada no furto de combustíveis de dutos da Transpetro tentaram roubar gasolina das instalações e acabaram provocando um grave vazamento.

Moradores da região ficaram intoxicados – dez precisaram de atendimento e cinco foram hospitalizados. Uma menina de 9 anos teve 80% do corpo queimado e segue em estado gravíssimo.

As conversas entre Transpetro, Petrobras e Governo apontam para duas possibilidades: ou o emprego da Força Nacional nas instalações da Transpetro ou até mesmo homens das Forças Armadas.

*Informações do repórter Rodrigo Viga