Fornecedores das micro e pequenas empresas estão com dificuldades

  • Por Jovem Pan
  • 24/06/2020 06h37 - Atualizado em 24/06/2020 07h49
Fernando Frazão/Agência Brasil Comércio de portas fechadas no Rio de Janeiro Com baixa nos clientes e fornecedores, as micro e pequenas indústrias também apresentam risco de falência, 16% relataram o risco nos próximos 30 dias

O presidente do Sindicato de Micro e Pequenas Indústrias do Estado de São Paulo, Joseph Couri, afirma que pesquisa do setor aponta que 50% dos clientes e fornecedores faliram ou entraram em recuperação judicial, desde o início da pandemia da Covid-19.

” O fato de que 88% das empresas não tiveram acesso ao crédito, teve como consequência que um terço, 32% das empresas, demitiram até 30% dos seus trabalhadores. Além daqueles que tiveram redução de jornada, contrato suspenso e redução salarial. Ou seja, há diminuição no mercado interno e a perda do poder econômico. Reflexo disso direto, está batendo no caixa das empresas que, 62% das empresas não têm dinheiro e não têm acesso ao crédito.”

Com baixa nos clientes e fornecedores, as micro e pequenas indústrias também apresentam risco de falência, 16% relataram o risco nos próximos 30 dias. O governo avalia que o novo fundo garantidor dará acesso às linhas de financiamento aos micro e pequenos empresários, que temem ser tarde demais ao setor.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos