França critica pontos da gestão tucana em SP e diz que eleitores querem ‘experimentar algo diferente’

  • Por Jovem Pan
  • 10/10/2018 10h27
Johnny Drum/Jovem Pan“Eu não acho que o PSDB errou em tudo. Equilibrou as contas, mas as pessoas cansaram", disse França

Mais de 20 anos no domínio do governo de São Paulo não foram suficientes para que o eleitorado paulista elegesse em primeiro turno o representante tucano ao Palácio dos Bandeirantes.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o candidato à reeleição, governador Márcio França (PSB), ressaltou que a polarização PT x PSDB no Estado “produziram fatores que levaram a prejuízos”.

Ontem fui assinar em Guarulhos para que a população de lá pudesse ter água todos os dias e todas as horas. Por que em 20 e tantos anos não se conseguiu fazer isso e eu consegui em 20, 30 dias? Eles criaram uma dicotomia desnecessária de ‘é do PT, o PSDB é contra’ e vice-versa. O eleitor já decidiu, não quer PT e nem PSDB”, disse. “O grande erro foi tentar fazer ampliações de todos os serviços sem fazer com que os que já existem funcionem perfeitamente”, completou.

Apesar das críticas à gestão tucana no Estado, Márcio França ressaltou que não tem problema de fazer autocrítica.

Eu não acho que o PSDB errou em tudo. Equilibrou as contas, mas as pessoas cansaram. Vamos dar chance para as coisas novas e eu acabei ficando novo, porque as pessoas não me conheciam. Querem experimentar algo de diferente”, ponderou.

Confira a entrevista completa com o candidato à reeleição ao governo de SP, Márcio França: