França ‘visa público interno’ ao dizer que não está pronta para acordo, diz chanceler

  • Por Jovem Pan
  • 03/07/2019 07h00 - Atualizado em 03/07/2019 10h13
PixabayO ministro das Relações Exteriores reforçou que os acordos políticos entre Mercosul e União Europeia ainda estão sendo discutidos

O ministério das Relações Exteriores minimizou nesta terça-feira (2) declarações do Governo da França de que o país ainda não estaria pronto para ratificar o acordo entre Mercosul e União Europeia.

Segundo o ministro Ernesto Araújo nenhum país está preparado, uma vez que o texto final ainda não passou por uma revisão jurídica. O ministério explica também que o que já foi finalizado é a parte econômica das discussões e que a parte política ainda está sendo negociada.

Com relação à declaração do Governo francês, Araújo alegou que “esse tipo de declaração visa o público interno, não é o caso de reagir imediatamente”. Ele lembrou que o acordo estava sendo negociado a mais de 20 anos e todos os países envolvidos receberam informes frequentes de todos os passos da negociação.

A adesão por parte da União Europeia deverá, obrigatoriamente, ser feita em bloco com aval de todos os países. No Mercosul, existe a possibilidade de que as adesões sejam individuais.

Na questão das cotas que o Mercosul terá para exportar produtos, a expectativa é de que Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai se reúnam para tirar um posicionamento conjunto.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin