França volta atrás e desiste de indicar Goldman para Conselho Estadual da Educação de SP

  • Por Jovem Pan
  • 29/11/2018 07h28
Victor Moraes/Jovem PanA escolha de Márcio França por Goldman foi vista como uma provocação ao governador eleito, João Doria

O governador de São Paulo, Márcio França, voltou atrás e cancelou a indicação de Alberto Goldman como membro-titular do Conselho Estadual de Educação.

A nomeação durou um dia. Tinha sido publicada no Diário Oficial do Estado na terça-feira (27), mas na edição desta quarta (28) foi derrubada, por um segundo decreto, que anulou a indicação.

A escolha de Márcio França por Goldman foi vista como uma provocação ao governador eleito, João Doria, que assume no dia 1º de janeiro. Os dois tucanos, Doria e Goldman, se tornaram desafetos e, nos últimos meses vêm trocando farpas publicamente.

Doria já gravou um vídeo dizendo que Goldman é um improdutivo, que coleciona fracassos em sua vida e que, agora, vive em casa de pijamas. Já o ex-governador faz várias críticas à gestão de Doria na Prefeitura de São Paulo e diz que o empresário não fez gestão coisa nenhuma e que tem problemas de caráter.

Se a indicação de Márcio França fosse confirmada, Goldman ficaria três anos no Conselho Estadual de Educação e, portanto, seria membro-titular do órgão durante o governo Doria.

*Informações do repórter Vitor Brown