Fronteira entre Brasil e Argentina é reaberta após 49 dias para passagem de elefanta

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2020 06h45 - Atualizado em 12/05/2020 07h41
Reprodução/InstagramA jornada de cerca de 2.000 km estava agendada desde janeiro e está sendo realizada apesar da pandemia

A fronteira entre o Brasil e a Argentina está fechada desde o dia 27 de março por causa da pandemia de covid-19. Mas, nesta segunda-feira (11), a divisa em Foz do Iguaçu foi reaberta temporariamente por um motivo inusitado: dar passagem à elefanta Mara.

O animal está sendo transferido de um Ecoparque de Buenos Aires para o Santuário dos Elefantes, na Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso. Mara está sendo escoltada pela Polícia Rodoviária Federal e a previsão é que ela chegue ao destino final só na quarta-feira.

A elefanta, que tem entre 50 e 54 anos, nasceu em um cativeiro na Índia. Depois, veio para a América do Sul, onde passou a primeira parte de vida como atração de circo no Uruguai e na Argentina.

Em 1995 foi levada para um antigo zoológico da capital argentina, que hoje é um Ecoparque.

A jornada de cerca de 2.000 km estava agendada desde janeiro e está sendo realizada apesar da pandemia. Mas, na viagem, estão sendo adotados protocolos específicos para proteger o animal e a equipe técnica.

O elefante está sendo transportado em uma enorme caixa especialmente preparada para a transferência, que foi colocada em um caminhão com a ajuda de um guindaste. Mara pesa cerca de 5,5 mil quilos, tem 5 metros de comprimento, 2 metros de largura e 3 metros de altura.

O animal é alimentado com 1.000 quilos de vegetais, forragens e cana-de-açúcar por dia. Amanhã, Mara vai chegar a nova morada, dessa vez aqui no Brasil.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni