Fux diz que juízes devem atuar de acordo com o anseio popular

  • Por Jovem Pan
  • 03/10/2018 08h22
Nelson Jr./SCO/STFFux foi criticado pelo ministro Ricardo Lewandowski após conceder liminar ao partido Novo cancelando a entrevista de Lula

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, afirmou que o juiz deve atuar de acordo com o anseio popular. A fala do ministro acontece em meio a uma queda de braço sobre a possibilidade de o ex-presidente Lula conceder uma entrevista de dentro da prisão.

Fux foi criticado pelo ministro Ricardo Lewandowski após conceder liminar ao partido Novo cancelando a entrevista do petista. Fux falou durante evento da Ordem dos Advogados do Brasil em Comemoração aos 30 Anos da Constituição Federal do Brasil, promulgada em 5 de outubro de 1988.

Além do vice-presidente do STF, participaram do evento: os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e a ministra Cármen Lúcia.

Em sua breve fala, o presidente da OAB, Cláudio Lamachia, ressaltou a importância do equilíbrio na democracia e condenou os extremismos, seja de direita ou de esquerda.

O ex-deputado e relator da assembleia constituinte, Bernardo Cabral, fez críticas aos ataques à Constituição por parte de candidatos nestas eleições.

O vice de Bolsonaro à Presidência da República, o general Hamilton Mourão, sugeriu uma nova Constituição sem a existência de uma assembleia constituinte.

Na próxima semana, o STF vai realizar uma sessão em homenagem aos 30 anos da Constituição.

*Informações do repórter Arthur Scotti