Gasto com funcionalismo público caiu 10% em 4 anos do governo Bolsonaro

Informações são do Tesouro Nacional e mostram que o governo anterior foi o único que apresentou queda nas despesas com pessoal desde que teve início a contagem da série histórica, em 1997

  • Por Jovem Pan
  • 14/02/2023 13h48
Foto: MARCELO FONSECA/ESTADÃO CONTEÚDO Jair Bolsonaro Jair Bolsonaro fala com a imprensa ao chegar no seu local de votação e antes de se dirigir a sua seção eleitoral

Os gastos com o funcionalismo público caíram 10% nos quatro anos de mandato do presidente Jair Bolsonaro (PL). As informações são do Tesouro Nacional, atualizado pelo IPCA, que é o índice que mede a inflação, e mostram que o governo anterior foi o único que apresentou queda nas despesas com pessoal desde que teve início a contagem da série histórica, em 1997. Os números mostram ainda que é a menor despesa com funcionalismo desde 2009, quando o presidente da época era Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No entanto, é importante destacar que os números números são reajustados pelo IPCA e que nos últimos dois mandatos do presidente Lula a alta de gastos foi de 42,8%. A redução dos gastos nos últimos quatro anos do governo anterior, em relação a outras gestões, é de 10% e está associada ao corte de cargos. Além disso, o então ministro Paulo Guedes fez um acordo na época da pandemia que segurou os reajustes salariais de funcionários de carreira.

No entanto, os números tendem a subir, isso porque o presidente Lula deve anunciar, ainda neste mês de fevereiro, um reajuste salarial para os funcionários do Executivo. Além disso, no final do ano passado, o Congresso Nacional aprovou uma Proposta de Emenda à Constituição autorizando o aumento salarial dos deputados e senadores, dos ministros do STF, do presidente da República e funcionários do Legislativo. O governo ainda não deixou claro medidas que pretende tomar para reduzir as despesas do funcionalismo público, o que pode ser discutido por meio de uma reforma administrativa.

*Com informações da repórter Berenice Leite

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.