GCMs matam dupla que mantinha motorista de app refém após arrastão na Grande SP

  • Por Jovem Pan
  • 22/11/2017 06h05 - Atualizado em 22/11/2017 12h01
João Luiz/SECOMOs GCMs recuperaram o veículo roubado e apreenderam um revólver e sete celulares, produto do assalto

Bandidos morrem em troca de tiros com GCMs após sequestrar motorista da Uber e praticar arrastão em oficina em Osasco, na Grande São Paulo. A série de assaltos praticados por três criminosos começou por volta das nove horas da noite desta terça-feira (21) com a solicitação de uma corrida ao serviço de transportes por aplicativo.

Ao atender a corrida, o motorista de um Chevrolet Cobalt, preto, foi rendido pelos ladrões e mantido refém no próprio veículo. Ele teve de acompanhar o trio até um auto elétrico, localizado na Avenida Flora, 710, no Jardim Sindona, onde estava sendo realizado um churrasco, cujos frequentadores foram todos assaltados.

Depois de recolher dinheiro e celulares das vítimas, os bandidos fugiram, ainda com o motorista como refém, quando acabaram cruzando com uma equipe da Guarda Civil Municipal.

Os GCMs desconfiaram dos ocupantes do Cobalt, mas antes mesmo que pudessem efetuar a abordagem, o ladrão que dirigia acelerou, iniciando a fuga. A perseguição terminou na altura do número 43 da Rua Joaquim Manoel de Macedo, no Jardim Santo Antônio, onde ocorreu uma troca de tiros.

Os três assaltantes acabaram sendo baleados e, mesmo feridos, fugiram, quando libertaram o motorista, ileso, na Rua Visconde de Mauá, no Jardim Ypê, próximo à Avenida Analice Sakatauskas.

Minutos depois, dois dos criminosos baleados, identificados como Vítor Marques Santos Silva, de 29 anos, e Felipe Ferreira da Silva, de 20, foram localizados pelos guardas no Pronto-Socorro do Jardim Santo Antônio, ambos já sem vida. O terceiro suspeito continua foragido.

Os GCMs recuperaram o veículo roubado e apreenderam um revólver e sete celulares, produto do assalto. O caso foi registrado no 5º Distrito Policial de Osasco.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore