‘General Santos Cruz é página virada’, diz Bolsonaro na Marcha para Jesus

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2019 10h46
Isac Nóbrega/PRO presidente Jair Bolsonaro anunciou também que poderá ser candidato a reeleição em 2022

Cumprindo uma promessa de campanha, o presidente Jair Bolsonaro participou da Marcha Para Jesus, em São Paulo. O evento evangélico registrou público recorde na sua 27ª edição: 3 milhões de pessoas se reunião na região da Praça Heróis da FEB, em Santana, na Zona Norte.

Bolsonaro foi questionado pela imprensa sobre as afirmações do ex-titular da Secretaria de Governo da Presidência da República. Após uma semana da sua demissão, o general Carlos Alberto dos Santos Cruz criticou o governo, numa entrevista a revista Época.

“Eu não li ainda, mas Santos Cruz é uma página virada. Ele integrou o governo seis meses e nunca falou que tinha bobagem lá dentro”.

O presidente Jair Bolsonaro admitiu que pode ser candidato à reeleição. Ele sempre se manifestou contra, mas agora garantiu que tudo depende da reforma política. “Se tiver uma boa reforma política eu posso até jogar fora a possibilidade de reeleição. Agora, se não tiver e se o povo quiser, estamos aí para continuar”.

O presidente também não desistiu do Decreto das Armas. “Vou começar a procurar deputado e senador para fazer valer aquilo que eu acho que está certo. A bandidagem tá bem arrumada por aí”.

Indagado sobre a Medida Provisória que mantêm a demarcação de terras indígenas no Ministério da Agricultura, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que ‘quem demarca terra indígena sou eu, não é ministro. Quem manda sou eu. Eu sou o presidente e assumo ônus e bônus’ e ‘nós queremos integrar o índio à sociedade. Uma região maior do que o Sudeste já não é suficiente para eles? Nós queremos manter os índios presos em suas reservas como se fossem homens pré-históricos?’.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos