Gestão Crivella tenta reabrir Avenida Niemeyer mais uma vez

  • Por Jovem Pan
  • 23/08/2019 08h47
Tânia Rêgo/Agência BrasilLocal foi interditado em maio após duas pessoas morrerem em desabamentos

A prefeitura do Rio de Janeiro mentém a expectativa de conseguir a reabertura da avenida Niemeyer, uma das principais ligações entre as zonas Oeste e Sul da cidade, que está fechada por decisão da Justiça há mais de dois meses. Na data, ela foi interditada por risco de desabamentos e deslizamentos de terra, que mataram duas pessoas neste ano no local.

O prefeito da cidade, Marcelo Crivella, afirmou que já foram gastos mais de R$ 30 milhões em obras de contenção e entende que já existem condições para a reabertura da avenida. Por isso, está apresentando, na Justiça, um estudo detalhado sobre as obras, além de mais de cinco mil simulações feitas em computadores para comprovar que é possível ativar novamente o local sem colocar a vida de moradores em risco.

Há, ainda, um protocolo de segurança montado para a utilização da Niemeyer caso seja reaberta, ou seja: caso haja uma concentração de chuva em um curto espaço de tempo, a prefeitura já tem um plano para fechar o local automaticamente. Antigamente, esse protocolo permitia até 40 milímetros de chuva, número que atualmente está em 6 milímetros e pode ser ainda mais reduzido.

Para muitos, como pano de fundo, já há uma disputa política para desgastar a imagem de Crivella, que será candidato à reeleição em 2020. Ele e a juíza responsável pela interdição da Niemeyer estão em conflito constante e a prefeitura já prestou até uma queixa contra a magistrada no Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

*Com informações do repórter Rodrigo Viga