Gestão Doria quer concluir reforma da Previdência de SP ainda neste ano

  • Por Jovem Pan
  • 25/11/2019 08h25 - Atualizado em 25/11/2019 08h33
Jovem PanDiscussões devem começar na Alesp já nesta segunda-feira (25)

Aliados do governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), na Assembleia Legislativa (Alesp), pretendem aprovar a reforma da Previdência do Estado em ritmo acelerado. A intenção é que o projeto seja votado ainda neste ano.

A deputada estadual e líder do PSDB na Casa, Carla Morando, defende a urgência na discussão. “Julgo ser uma pauta de extrema importância e relevância, sobretudo de extrema urgência. O Estado, hoje, perdeu a capacidade de investimentos, e a gente precisa realmente fazer a nossa lição de casa, que já foi feita no Congresso, e agora os Estados precisam, também, realizar cada um a sua. Então aqui na Alesp estamos trabalhando incansavelmente para atender as classes, conversar com todos os deputados de todos os partidos, para que a gente consiga chegar em um denominador comum e fazer com que a reforma seja aprovada ainda este ano”, disse.

A oposição, no entanto, critica justamente o ritmo da discussão. Para o deputador do PT, Paulo Fiorilo, a mudança drástica traria grandes impactos para a vida dos funcionários estaduais, por exemplo. “Aquilo que tramita há 11 meses em Brasília, o governador quer aprovar em 11 dias. Um absurdo. Com o argumento de que precisa ter equilíbrio fiscal. O grande problema é que essa reforma tira dos trabalhadores. O governo não quer discutir, por exemplo, desoneração do ICMS, R$ 17 bilhões, ou R$ 3 bilhões de desoneração do IPVA. Aí sim a gente deveria discutir. Infelizmente o governo foge desse debate e prefere o mais fácil, que é tirar recurso dos trabalhadores”, ressalta.

Numa demonstração da urgência ao tema, um congresso de comissões foi convocado pela mesa diretora para esta segunda-feira (25), para início da discussão do projeto enviado pelo governador Doria à Casa.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos