Gleisi Hoffmann diz ter esperança de que Lula deixará a prisão antes do Natal

  • Por Jovem Pan
  • 11/12/2018 08h00 - Atualizado em 11/12/2018 09h31
EFE/Sebastião MoreiraNa semana passada, a Segunda Turma do STF chegou a iniciar o julgamento do pedido de liberdade do ex-presidente Lula

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, disse nesta segunda-feira (10) que tem esperança de que o ex-presidente Lula saia da cadeia antes do Natal. Condenado a 12 anos e um um mês de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do triplex do Guarujá, o petista cumpre pena desde abril na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

As falas da parlamentar foram feitas durante a Conferência Internacional em Defesa da Democracia, realizada pela Fundação Perseu Abramo, em São Paulo.

Na semana passada, a Segunda Turma do STF chegou a iniciar o julgamento do pedido de liberdade do ex-presidente Lula. Após os ministros Luiz Edson Fachin e Cármen Lúcia votarem contra a soltura, o ministro Gilmar Mendes pediu vista do caso. Ainda não se sabe se o magistrado vai devolver o processo para votação ainda este ano, antes do recesso no dia 20, ou apenas em 2019.

Gleisi Hoffmann não deu detalhes de como se daria essa saída ou se entende que Lula poderia ir para a prisão domiciliar.

A petista voltou a dizer que Lula foi preso sem provas e lamentou o que chamou de politização do Judiciário. Ela também voltou a criticar o futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, dizendo que com o ex-juiz no cargo, o país entrará em estado policial.

A senadora ainda fez críticas ao futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, e atribuiu a derrota do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, na eleição deste ano ao que chamou de “fábrica de fake news” promovida pela equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro.

*Informações do repórter Matheus Meirelles