Governador do RJ vai sancionar renda emergencial de até R$ 300

Para ter direito ao pagamento, o beneficiário não pode receber auxílio federal ou municipal, ter renda superior a R$ 100 ou ter tido vínculo empregatício formal, com carteira assinada, nos últimos seis meses

  • 01/03/2021 10h27
MAGA JR/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDOCláudio Castro estava buscando fontes para sustentar o benefício

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, vai sancionar o Projeto de Lei que cria renda emergencial estadual de até R$ 300 para famílias fluminenses. Aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) na semana passada, a proposta é de autoria do presidente da Casa, André Ceciliano (PT). Cláudio Castro estava buscando fontes para sustentar o benefício. Ao que parece, os recursos serão de fundos estaduais, como de combate à pobreza.

O auxílio terá como piso o valor de R$200, mas cada filho do beneficiado pode agregar mais R$50 no pagamento, chegando a, no máximo, R$ 300. Para receber a ajuda financeira, no entanto, o beneficiário não pode receber auxílio do governo federal ou municipal; ter renda superior a R$ 100 ou ter tido vínculo empregatício formal, com carteira assinada, nos últimos seis meses. O projeto de lei prevê ainda a concessão de uma linha de créditos para autônomos e microempreendedores de até R$ 50 mil. O valor deve ser pago em até 60 meses.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga