Governadores reafirmam necessidade de maior diálogo com Planalto

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2020 06h58 - Atualizado em 19/02/2020 07h02
Marcos Corrêa/PRJoão Doria garante que o presidente Jair Bolsonaro foi convidado a comparecer ao Fórum de Governadores em Foz do Iguaçu dentro de duas semanas

Após manifesto assinado por 20 governadores de Estado no questionamento a postura do presidente Jair Bolsonaro, o chefe do executivo de São Paulo, João Doria, reforçou a necessidade do diálogo em evento com investidores na capital paulista.

“Eu nunca vi governar por WhatsApp, talvez seja uma forma nova. Fazer governo por redes sociais. Eu conheço outra forma de governo, dialogando e planejando. Mas, por WhatsApp não.”

Doria ainda ressaltou que Bolsonaro precisa de uma boa dose de humildade, porque governa para todos os brasileiros e os governadores também foram eleitos pelo voto popular.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, lembrou que o pacto federativo não é apenas dividir receitas. “Ninguém concentra nas suas mãos o poder absoluto — essa é a função em uma democracia, ter a divisão de poderes.”

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, se disse vítima de acusações de Bolsonaro — e classificou de bravata a promessa de zerar os impostos federais sobre combustíveis se os governadores abrissem mão do ICMS.

“Mais Brasil, menos Brasília. Olhando a PEC dos Fundos, o dinheiro está indo para a União — não para os Estados. O que nos queremos é chamar a atenção, que queremos acabar com esse diálogo que não é bom para o Brasil.”

João Doria garante que o presidente Jair Bolsonaro foi convidado a comparecer ao Fórum de Governadores em Foz do Iguaçu dentro de duas semanas — ou poderá marcar uma data para a reunião, quando quiser.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos