Governistas acreditam em clima mais favorável após recesso para aprovar reforma da Previdência

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2018 07h23 - Atualizado em 05/01/2018 07h23
Luis Macedo/Câmara dos DeputadosSão necessários 308 votos na Câmara e é consenso de que esse número ainda não foi alcançado. Principalmente porque o Governo quer chegar ao plenário com uma margem de segurança

Aliados do presidente Michel Temer vêm mostrando otimismo na aprovação da Reforma da Previdência. Articuladores do Governo estão usando o período de recesso para manter contato com deputados da base e ter controle sobre quanto o Planalto precisa remar para aprovar.

São necessários 308 votos na Câmara e é consenso de que esse número ainda não foi alcançado. Principalmente porque o Governo quer chegar ao plenário com uma margem de segurança – pelo menos 320 votos garantidos.

Apesar das dificuldades, o líder do Governo no Congresso, deputado André Moura (PSC), disse que a perspectiva é positiva: “agora o quadro é muito otimista. Muitos parlamentares que se colocavam contra a reforma já se sinalizam de outra maneira”.

Outro argumento usado pelos governistas é o de que a rejeição às mudanças nas aposentadorias vem diminuindo.

O Governo continua apostando na publicidade para isso.

Segundo o ministro da articulação política, Carlos Marun, as pessoas estão mais favoráveis à reforma do que antes.

A Reforma da Previdência está prevista para ser votada na semana do dia dezenove de fevereiro.

*Informações do repórter Levy Guimarães