Governistas tentam encerrar crise que culminou com demissão de Bebianno

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2019 06h14
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilA ideia dos líderes é priorizar agora a votação da reforma da Previdência, mas aliados do Governo e deputados do PSL admitem que a temperatura do plenário mudou

Aliados do presidente Jair Bolsonaro no Congresso tentam colocar um ponto final na disputa com o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno.

A divulgação dos áudios, para os partidos de oposição, mostra que Bolsonaro prega um assunto durante a campanha, mas faz o contrário no comando do Palácio do Planalto.

Bebianno revelou os áudios, que para os presidentes da Câmara e Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, respectivamente, coloca um ponto final no debate.

A ideia dos líderes é priorizar agora a votação da reforma da Previdência, mas aliados do Governo e deputados do PSL admitem que a temperatura do plenário mudou e que alguns aliados vacilam na votação da reforma.

Deputados dizem que o projeto a ser apresentado nesta quarta-feira (20) pelo presidente será modificado no Congresso Nacional.

*Informações do repórter José Maria Trindade