Governo acredita na aprovação da reforma da Previdência no Senado

  • Por Jovem Pan
  • 12/08/2019 06h24 - Atualizado em 12/08/2019 10h22
Marcos Corrêa/PRO objetivo agora no Senado é evitar o que o Governo tem chamado de desidratação da reforma da Previdência

O Governo faz as contas e calcula que é possível aprovar a reforma da Previdência até o fim de setembro no Senado Federal. O presidente Jair Bolsonaro reafirmou nesse fim de semana que o objetivo é aprovar o texto que saiu da Câmara dos Deputados.

Ao ser perguntado se vai participar pessoalmente das articulações, Bolsonaro afirmou que não cabe a ele interferir nas negociações. O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, explicou que o objetivo agora no Senado é evitar o que o Governo tem chamado de desidratação da reforma da Previdência.

Reforma tributária

A promessa é de que a proposta de reforma tributária seja apresentada essa semana ao Congresso Nacional. Jair Bolsonaro defende a necessidade de simplificar as regras, o que ele chama de “tirar o Estado do cangote daqueles que produzem.”

O presidente tem afirmado que é muito difícil empreender no país e que é preciso mudar essa realidade.

MP da Liberdade Econômica

O presidente afirmou também que já conversou com o presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia, e a expectativa é que a Medida Provisória da Liberdade Econômica, que reduz a burocracia em vários setores, seja votada em Plenário essa semana. A MP precisa ser aprovada até o fim de agosto para não perder a validade.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin