Governo britânico anuncia medidas para evitar entrada do coronavírus no Reino Unido

  • Por Jovem Pan
  • 22/01/2020 07h18 - Atualizado em 22/01/2020 08h57
EFEPassageiros que chegarem no aeroporto de Heathrow vindos da cidade de Wuhan serão entrevistados por agentes de saúde

A nova variação do coronavírus identificada na China está causando alerta na Europa. O governo britânico anuncia nesta quarta-feira (22) uma série de medidas para tentar impedir que o país também registre pessoas infectadas.

Entre elas está o monitoramento dos passageiros que chegarem no aeroporto de Heathrow vindos da cidade de Wuhan. Eles serão entrevistados por agentes de saúde que vão aferir a temperatura dos viajantes para registrar eventuais casos de febre.

Os aviões também terão que pousar em uma área isolada do Terminal 4 em Heathrow.

Três voos semanais diretos ligam a capital britânica a cidade chinesa que tem concentrado os casos da doença desde o mês passado. Cerca de 440 casos foram confirmados até agora, com nove mortes provocadas pela variação do coronavírus.

Outras contaminações foram identificadas fora da China, em países como Japão e Estados Unidos — por isso os países europeus começaram a agir.

A Organização Mundial de Saúde deve decidir ainda nesta quarta se vai declarar emergência de saúde pública por conta do vírus. O governo chinês ainda não conseguiu identificar exatamente a origem do vírus, que pode causar sintomas parecidos com os da gripe.

Por enquanto as autoridades britânicas dizem que os riscos para a população do Reino Unido ainda são baixos.

De qualquer forma, como os casos em Wuhan são consideráveis e o vírus já foi registrado em outros países, o alerta serve para tentar evitar que essa variação do coronavírus acabe se espalhando pelos países — principalmente porque ainda não se sabe muito sobre origem, transmissão e formas de controle desta cepa.