Governo começa a pagar IR para pessoa física na próxima sexta-feira

  • Por Jovem Pan
  • 25/05/2020 07h16 - Atualizado em 25/05/2020 08h10
Marcelo Casall Jr / Agência BrasilNa ultima sexta-feira (22) o fisco abriu as consultas ao primeiro lote da restituição, que prioriza idosos, pessoas com deficiência ou doenças graves

A Receita Federal paga nesta sexta-feira (29) o primeiro lote de restituição do Imposto de Renda da pessoa física. Em razão da pandemia do coronavírus, o fisco prorrogou a data da declaração ate 30 de junho e a restituição começará antes do prazo final da entrega dos dados.

Quem ainda não declarou deve adotar cuidados no preenchimento para evitar erros comuns responsáveis pela maioria dos casos da malha fina, como explica o tributarista Fábio Tavares.

“É importante que o contribuinte preste muita atenção se o IR retido na fonte está corretamente preenchido, se também a fonte pagadora está corretamente descrita na declaração. É preciso também que ele preste atenção se houve algum tipo de resgate de previdência privada durante 2019.”

O advogado lembra que os gastos em saúde precisam estar embasados em recibos, que podem ser exigidos pela Receita Federal. Ele ressalta que a pandemia do coronavírus não tem nenhuma relação com 2019 — ano base das declarações de agora.

Na ultima sexta-feira (22) o fisco abriu as consultas ao primeiro lote da restituição, que prioriza idosos, pessoas com deficiência ou doenças graves. Um crédito bancário para 901 mil contribuinte na próxima sexta, com valor total de R$ 2 bilhões.

A consulta pode ser feita pelo site da Receita, aplicativo ou telefone.

Neste ano os lotes foram reduzidos de 7 para 5 — sob justificativa de ajuda ao contribuinte diante dos efeitos econômicos do coronavírus. O último lote tem previsão para 30 de setembro. O dia do crédito também mudou do dia 15 para o ultimo dia útil do mês.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos