Governo de SP promete Rio Pinheiros com ‘maior cinema ao ar livre da América Latina’

O Grupo Usina São Paulo vai investir R$ 300 milhões na construção de um espaço de uso público de quase 30 mil metros quadrados

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2020 05h38 - Atualizado em 13/11/2020 11h48
Rovena Rosa / Agencia BrasilO governo de São Paulo quer concluir a despoluição do Rio Pinheiros em dezembro de 2022

O governo de São Paulo quer concluir a despoluição do Rio Pinheiros em dezembro de 2022. A meta foi anunciada nesta quinta-feira, 12, um dia depois da assinatura do contrato de revitalização da Usina da Traição. O Grupo Usina São Paulo, vencedor da licitação realizada em setembro, vai investir R$ 300 milhões na construção de um espaço de uso público de quase 30 mil metros quadrados.  Segundo o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, o projeto é um marco no programa Novo Rio Pinheiros.

“Quando comemoramos hoje a assinatura da Usina na parte de requalificação estamos totalmente cientes de que ela só existe se houver  a despoluição. Hoje, temos 47 mil ligações realizadas, 8,8% do contrato seguindo todo o planejamento, só no mês de novembro, recolhemos mais de 1.600 toneladas de lixo flutuante e já desassoreamos o rio em mais de 224 mil metros cúbicos.” O empreendimento terá lojas, academia e o maior cinema ao ar livre da América Latina, sem cobranças de entrada da população. A concessão da área a iniciativa privada vai gerar uma economia de R$ 12 milhões ao ano para o Estado. O prazo de concessão ao Consórcio São Paulo vai até novembro de 2042.

*Com informações da repórter Nanny Cox