Governo deve anunciar mudanças no FIES nesta quinta (06)

  • Por Jovem Pan
  • 06/07/2017 07h29 - Atualizado em 06/07/2017 10h20
Estudantes de baixa renda, que são o foco do programa, vão encontrar mais dificuldade na hora de quitar o financiamento a partir do ano que vem

O Governo do presidente Michel Temer deve anunciar nesta quinta-feira (06) um novo modelo do FIES com regras mais duras para quem precisa de empréstimo para pagar a faculdade.

Estudantes de baixa renda, que são o foco do programa, vão encontrar mais dificuldade na hora de quitar o financiamento a partir do ano que vem.

A inadimplência em alta está pesando na decisão.

Agora será necessário autorizar, no momento do contrato, o desconto obrigatório de até 30% dos futuros salários para devolver o empréstimo.

Hoje, o Governo dá um ano e meio após a formatura para começar o pagamento. Agora, tudo indica que isso começará mais cedo. E, caso a pessoa não consiga um emprego – o que pode acontecer com mais frequência por causa da crise econômica, o Governo terá de definir um prazo para acionar as o fiador.

A oferta de vagas para 2018, já com novas regras, será em torno de 300 mil.

O anúncio, que estava previsto para a semana passada, foi adiado após o presidente ter sido denunciado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. As novas regras serão anunciadas nesta quinta.

Outra mudança proposta para o ano que vem é que o aluno saberá, já ao firmar o contrato, o valor total do empréstimo para pagar o ensino superior.

Outra novidade será a criação do “Fies público” e “Fies privado”. O enquadramento dos alunos dependerá da faixa de renda familiar e da região do país onde vivem.

*Informações da repórter Carolina Ercolin