Governo distribuiu mais de 4 milhões de doses de cloroquina aos estados

Apesar do medicamento ter sido proibido em alguns países, o protocolo do Ministério da Saúde recomenda o uso em casos leves e graves da doença

  • Por Jovem Pan
  • 30/06/2020 06h28
CADU ROLIM/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOEntre as regiões, o Nordeste foi a mais contemplada, com 1,5 milhão de unidades

O governo federal já distribuiu mais 4,3 milhões de doses de cloroquina aos estados desde o início da pandemia da Covid-19. Apesar do medicamento ter sido proibido em alguns países, por não haver comprovação científica sobre a eficácia para combater o vírus, o protocolo do Ministério da Saúde recomenda o uso em casos leves e graves, desde as primeiras etapas do tratamento, inclusive em crianças e gestantes.

Segundo os dados do Ministério, São Paulo foi o estado que recebeu mais comprimidos: 986 mil. Entre as regiões, o Nordeste foi a mais contemplada, com 1,5 milhão de unidades, sendo quase metade enviada em junho.

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, defendeu a aplicação da cloroquina. Já sobre a dexametasona, um esteroide apontado pela Universidade do Oxford como responsável por reduzir morte por Covid-19, o secretário disse que o medicamento já está incluído no protocolo como uma das opções para o médico aplicar em comum acordo com o paciente.

Elcio Franco também anunciou que o Ministério quer reforçar a compra de medicamentos para pacientes entubados, que tem sido uma demanda de muitos municípios. “No lrevantamento que nós fizemos, estaremos atendendo as necessidades sem

De acordo com os números do Ministério da Saúde, 692 mortes foram registradas na segunda-feira (29), chegando a um total no Brasil 58.314 óbitos. Foram confirmados 24.052 novos infectados, somando 1.386.195 casos no país.

*Com informações do repórter Levy Guimarães