Governo e separatistas assinam acordo de paz que tenta amenizar conflito no Iêmen

  • Por Jovem Pan
  • 06/11/2019 07h02
EFEO acordo assinado nesta terça não diz respeito aos rebeldes houthis, que ainda controlam grande parte do território do Iêmen

O Governo do Iêmen reconhecido pela comunidade internacional assinou um acordo de paz, nesta terça-feira (5), com os separatistas. O documento foi formalizado em uma cerimônia na Arábia Saudita comandada pelo príncipe do país, Mohammed Bin Salman.

O tratado anunciado no fim de outubro prevê a formação de um governo de 24 ministérios – distribuídos entre as províncias do sul e do norte do Iêmen. Com isso, chegam ao fim os conflitos que acontecem no sul do país e se permite que o poder volte a Áden, a maior cidade da região.

Em agosto do ano passado, os separatistas assumiram o controle de Áden depois de confrontos contra as tropas governistas. Até então, os dois grupos eram aliados na luta contra os rebeldes xiitas houthis.

Além do príncipe da Arábia Saudita, a cerimônia contou também com a participação de Mohammed Ben Zayed, o príncipe dos Emirados Árabes Unidos.

Os dois países mantinham uma divergência na região. Enquanto os sauditas apoiavam o governo do Iêmen, os Emirados Árabes apoiavam os separatistas.

O acordo assinado nesta terça não diz respeito aos rebeldes houthis, que ainda controlam grande parte do território do Iêmen, incluindo a capital, Sana’a.

*Com informações do repórter Renan Porto