Governo espera avançar na discussão de projeto de reoneração

  • Por Jovem Pan
  • 26/03/2018 06h24
Acervo/Câmara dos Deputados Imagem de arquivo da Esplanada dos Ministérios O Palácio do Planalto já avisou aos aliados que o apoio à reoneração é um dos pré-requisitos, por exemplo, para manter espaço no Governo com a reforma ministerial

Com a aprovação na semana passada da urgência para o projeto da reoneração, o Governo espera avançar na discussão da matéria. Mas ainda não há acordo, o projeto está em negociação porque atinge vários setores da economia beneficiados desde os governos petistas.

O Palácio do Planalto já avisou aos aliados que o apoio à reoneração é um dos pré-requisitos, por exemplo, para manter espaço no Governo com a reforma ministerial. O grande problema nesse momento é que boa parte dos setores que deverão perder o benefício da desoneração já estão se articulando no Congresso.

Mesmo com o feriado no fim da semana, nesta terça-feira (27) a expectativa é de que o Conselho de Ética da Câmara se reúna para apresentação, discussão e votação dos pareceres preliminares referentes a processos contra os deputados Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Paulo Maluf (PP-SP), Celso Jacob (PMDB-RJ) e João Rodrigues (PSD-SC).

Pos três deputados estão presos condenados por fraudes e desvios de recursos. No caso de Lúcio Vieira Lima, irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, ele ainda não foi condenado. É acusado de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

*Informações da repórter Luciana Verdolin