Governo estuda antecipar vigência da lei que amplia limite para compra de imóveis com recursos do FGTS

  • Por Jovem Pan
  • 08/08/2018 06h27
Marcelo Camargo/Agência BrasilHoje o limite é de R$ 950 mil. A ideia é elevar esse valor para R$ 1,5 milhão

Está em estudo dentro do Governo, a possibilidade de se antecipar de janeiro do ano que vem para o segundo semestre deste ano o aumento do limite para compra de imóveis com recursos do Fundo de Garantia.

Hoje o limite é de R$ 950 mil. A ideia é elevar esse valor para R$ 1,5 milhão.

A discussão ganha força diante do anúncio da Caixa Federal de suspensão de uma das linhas de financiamento mais baratas: a chamada pró-cotista para imóveis usados.

O problema é que o orçamento desse ano de R$ 1,4 bilhão, já foi utilizado. Ainda estão sendo emprestados recursos para a compra de imóveis novos, cujo orçamento supera os R$ 2 bilhões.

Nos últimos anos, o pró-cotista está tendo muito procura por conta da escassez de recursos com taxas de juros equivalentes. Em anos anteriores o pró-cotista representava apenas 1% dos empréstimos. Hoje saltou para cerca de 10%.

*Informações da repórter Luciana Verdolin